Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Line Records anuncia os lançamentos gospel para o Natal

Divulgação
O cantor Robson Nascimento estréia na Line com o disco Tudo O Que Soul. “O CD vem atender a um mercado que até o momento não tínhamos nenhum representante, que é a black music”, diz Maurício Soares

Por Marcos Paulo Bin
26/11/2004

A Line Records está voltando seus olhos para o mercado secular, mas não esqueceu o povo evangélico. Dois lançamentos são os mais aguardados: a estréia de Robson Nascimento na gravadora, com o CD Tudo O Que Soul, e o segundo trabalho de Isis Regina, Nos Montes da Adoração.

“O CD Tudo O Que Soul vem atender a mais um mercado que está em franca expansão no Brasil e que até o momento não tínhamos nenhum representante, que é a black music”, explica o diretor comercial da Line Records, Maurício Soares. “Já o CD Nos Montes da Adoração é mais uma produção da cantora Isis Regina, que surpreendeu todas as expectativas com seu trabalho de estréia, prestes a alcançar 200 mil cópias vendidas. Ele vem numa linha bem de adoração, com letras muito focadas no ser humano, em suas necessidades e anseios.”

A contratação de Robson Nascimento é apenas mais uma aquisição de peso da Line. Só este ano, a gravadora contratou nomes consagrados como Kades Singers, Soraya Moraes, Marcelo Nascimento e o vocalista do Catedral, Kim, em carreira solo.

Novos talentos também estão incluídos na lista. A Line Records vai lançar em breve os CDs do capixaba Edinaldo Silva, do baiano Élcio Mattos e da carioca Rebeca, vencedores de concursos promovidos pela gravadora em programas de rádio e TV. Outro que prepara sua estréia é o cantor Marcelo Domingues, tecladista da Igreja Universal em São Paulo. Especulações no mercado dão conta de que a Line pretende ainda levar para seu cast Cristina Mel (que já foi de lá) e a cantora de música clássica Fernanda Lara.

Maurício Soares prefere não citar nomes. Mas confirma a política de investimentos da Line, o que, segundo ele, não deixará de lado os atuais nomes do elenco.

“Não podemos deixar de cuidar dos contratados e de investir maciçamente em quem está conosco, mas também não podemos deixar de avaliar constantemente as tendências e quem vem se destacando no mercado. Não posso adiantar nomes, mas diria que ainda temos uns três ou quatro nomes fortes para integrar nosso cast, e acredito que em mais seis meses consigamos trazê-los para a Line Records”, diz Maurício.

Novos títulos para a Seleção de Ouro

Outro acerto da Line este ano foi investir na série Seleção de Ouro, coletânea que reúne alguns nomes que já passaram pela gravadora ou que ainda estão lá. Em setembro último, foram lançados mais 12 títulos em uma feira cristã, em São Paulo. Alguns aparecem pela primeira vez, como Marcelo Brayner, Ivanilson, Adilson Silva e a Banda Kadoshi. Outros, como Cristina Mel, ganharam um segundo volume.

Em dezembro, a série ganha novos títulos. Os destaque são os discos de Denise Cerqueira, que inclui o sucesso Jerusalém E Eu, e o de Tuca Nascimento, com hits como Coração Despedaçado e Amor Incomparável, além de uma faixa inédita. Ao todo são 27 títulos, que somados atingiram a marca de 500 mil cópias vendidas, segundo a gravadora.

A última novidade, pelo menos oficialmente e por enquanto, é a quinta edição da coletânea Louvor Deles E Louvor Delas, que trará músicas de Gisele Nascimento, Tino, Alex Filho, Mara Maravilha, Leonor, Isis Regina, Kim e outros.

Com tantas novidades, 2004 só poderia ter sido de vitórias para a Line. Maurício Soares comemora, afirmando que este foi o melhor ano para a gravadora.

“A Line está superando todas as suas metas e expectativas em 2004. Mas isso não quer dizer que estamos com dinheiro sobrando. Muito pelo contrário, pois infelizmente a carga tributária em nosso país não incentiva aqueles que alcançam o sucesso pelo seu esforço. A indústria fonográfica e vários segmentos produtivos de nosso país têm sido verdadeiramente massacrados pela absurda taxa de impostos e tributos. Os que trabalham corretamente são prejudicados pela concorrência desleal de empresas sonegadoras, sem contar com o crescimento do mercado pirata”, relata o diretor.


Veja mais:


  New Music abre as portas com o rock do Catedral


Matérias relacionadas:

  Line Records anuncia seus lançamentos para o 2º semestre de 2005
  Line Records volta a apostar em artistas consagrados e recontrata Melissa
  Artistas da Line Records fazem balanço de 2004
  Line Records valoriza seu catálogo na série Seleção de Ouro

 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções