Busca

O UNIVERSO MUSICAL
Quem Somos
Expediente
Cadastro
Publicidade
Fale Conosco
LINKS EXTERNOS
Blog
Universo Produções
Site Marcos Bin
Orkut
MySpace
Enquete
Você é a favor do ensino obrigatório de música nas escolas, como defendem alguns artistas? Acesse nosso blog e dê sua opinião!
  Leoni vence duas frustrações lançando seu Áudio-Retrato

Lançar o CD Áudio-Retrato foi uma forma de Leoni compensar a frustração de não ter gravado um disco com Léo Jaime, com quem fez shows acústicos em 98. “Era um supershow que a gente poderia ter ficado anos fazendo”, lamenta Leoni
Galeria de fotos
Em 1998, Leoni e Léo Jaime fizeram juntos uma arrebatadora turnê acústica, no esquema voz-e-violão, em que releram os principais sucessos de suas carreiras solo e, no caso de Leoni, ainda os que estourou com o Kid Abelha e o Heróis da Resistência, grupos onde atuou como baixista, vocalista e compositor, nos anos 80. O que teria sido um dos grandes álbuns do pop-rock nacional da década de 90 acabou não vingando, e os dois foram cada um pro seu lado.
Em 2003, lançando o CD Áudio-Retrato (Som Livre), Leoni não só retoma o espírito daquele disco (sucessos relidos no formato acústico, desta vez com alguns instrumentos a mais) como promove o reencontro com Léo Jaime. O autor de Conquistador Barato participa do disco cantando com Leoni Lágrimas e Chuva, sucesso do Kid Abelha.
“O disco com o Léo me causou frustração, sim, porque eu achava que era um supershow que a gente poderia ter ficado anos fazendo”, admite Leoni, que fez o show de lançamento de Áudio-Retrato no Canecão com Léo Jaime e outros convidados (veja galeria de fotos). “Teria sido muito legal, mas depois tirei isso da cabeça, fiquei querendo o meu disco mesmo. Até porque ele é uma figura que todo mundo conhece, independentemente de estar fora do mercado musical um tempão. A gente chegava nas cidades e as pessoas iam no Léo. Eu sempre fui uma figura coadjuvante nas bandas. Eu acho que precisava disso mais do que ele. Precisava dizer: esse sou eu. Esse é o meu áudio-retrato. Essas são as músicas que me definem.”
Outro contemporâneo de Leoni que participa do disco é Herbert Vianna, na inédita Canção pra Quando Você Voltar, parceria dos dois. Uma parceria, aliás, repleta de belas e emocionadas histórias. A música foi composta por eles 20 anos depois de sua primeira composição, Porque Não Eu (com Paula Toller, na época em que Leoni fazia parte do Kid Abelha e Herbert era marido de Paula) e é a primeira exclusivamente dos dois.
Herbert fez a canção, que entraria no próximo disco dos Paralamas, e a entregou para Leoni letrar um dia antes do acidente de ultraleve que sofreu em fevereiro de 2001. Quando o ex-baixista do Kid Abelha soube do que acontecera, ficou desnorteado.
“Veio o acidente e eu não sabia o que fazer. O que adianta fazer música pra ele se eu não sei se ele vai ter próximo disco? Mas eu não consegui me desligar daquilo. Pra mim, eu tinha uma missão, que ele tinha me dado na véspera do acidente, e aquilo não era por acaso”, conta Leoni.
Um mês depois, Leoni teve a idéia de retratar na letra o que estava acontecendo enquanto Herbert estava internado, desde a comoção dos amigos no hospital até a ajuda que ele e a mulher, vizinhos do vocalista dos Paralamas, deram à família, cuidando dos filhos de Herbert com Lucy.
“Pensei em contar ao Herbert como ele foi querido. Passei muito tempo até achar um formato, uma abordagem que não fosse muito literal e que tivesse a ver com ele, com a vida que ele levava. Aí me veio essa história do jardim, porque nós dois temos um. E o que a gente estava fazendo era cuidar do jardim para que ele não morresse enquanto o Herbert estava se recuperando. Alguma coisa do tipo ‘leva o tempo que você levar que a gente vai estar cuidando das coisas pra você’”, conta Leoni, referindo-se à letra da música, que diz “Quando o sol de cada dia entrar / (...) Vai ter sempre alguém pra receber / (...) Alguém pra olhar a casa / E alguém que regue o seu jardim”.
Leoni afirma que ficou emocionado no dia em que terminou a música. “É uma canção muito bonita. Toda vez que eu canto essa música eu me arrepio, e toda vez que eu canto perto da mãe do Herbert ela chora”, conta o músico. “E eu tive que apresentar pro Herbert umas 20 vezes porque ele esquecia, deixava CDs e ele os perdia. Nas primeiras vezes ele nem sabia que a música era dele. Até que um dia, quando nós fomos jantar, ele falou: ‘a música é linda, estou apaixonado por ela’. E isso foi muito legal: primeiro o H
O momento alto do disco é a inédita Canção pra Quando Você Voltar, primeira parceria de Leoni e Herbert Vianna sozinhos. O vocalista dos Paralamas entregou a música pra Leoni letrar um dia antes do acidente que sofreu em fevereiro de 2001
erbert reconhecer que a música era dele, depois gostar tanto, entender o que tinha acontecido. Depois, vê-lo gravar uma música que eu não sabia nem se ele ia ouvir na vida foi muito emocionante.”
Completando os convidados da geração BRock, Dinho Ouro-Preto, do Capital Inicial, participa de Garotos II, música mais famosa da carreira solo de Leoni. Uma escolha que pode ser até ser considerada polêmica, já que muitos questionam os dotes vocais de Dinho.
“Ele mesmo questiona”, brinca Leoni. “Eu gravei o mesmo violão da versão original, só tirei os outros instrumentos. Então tinha que ter alguma novidade. E a novidade foi o Dinho cantando. Ele não é um intérprete, já que canta geralmente as músicas do Capital. E ele não conhecia direito a música. Isso foi melhor ainda, porque teve que aprender na hora. Então tem um frescor nisso que de repente, se eu tivesse feito com um cara mais virtuoso, que já conhecesse a música, talvez não tivesse.”

Cantor prepara DVD

O repertório de Áudio-Retrato, como no show de 98 com Léo Jaime, traz sucessos das várias carreiras de Leoni. Da época de compositor e baixista do Kid Abelha, o cantor regrava, além de Lágrimas E Chuva, Educação Sentimental (a primeira versão, hoje completamente ignorada por Paula Toller e cia.), Fixação (em versão bem intimista, como Lágrimas E Chuva, totalmente diferente da original) e A Fórmula do Amor, em pot-pourri com Carro E Grana.
Dos tempos de Heróis da Resistência, Leoni relê os hits Só pro Meu Prazer (com uma breve citação de Como Eu Quero) e Doublé de Corpo, além de Nosferatu e Esse Outro Mundo. E, da carreira solo, estão, além de Garotos II, o samba Falando de Amor (retirado do CD Solo, o mesmo que traz Garotos II) e duas faixas-bônus, extraídas do mais recente CD de estúdio de Leoni, Você Sabe O Que Eu Quero Dizer, lançado de forma independente em 2002: a deliciosa Temporada das Flores, que fez sucesso recentemente na voz de Milena Monteiro e foi regravada também em versão house por Daniela Mercury, no CD Eletrodoméstico MTV Ao Vivo, e Melhor pra Mim, que chegou a tocar nas rádios de MPB na época.
A inclusão das duas músicas, segundo Leoni, foi uma forma de conter uma outra frustração, a da pouca repercussão daquele disco, que marcaria a grande estréia de seu selo, Batuque. Uma idéia que, se não foi abandonada, não está sendo tocada com a mesma empolgação do passado.
“O dinheiro acabou”, explica Leoni o motivo do desânimo. “E teve uma hora que eu sabia que não podia mais divulgar aquele disco porque não tinha dinheiro. Era só fazer shows e ir de boca em boca. É muito frustrante. Agora esse disco da Som Livre vai me ajudar, porque tem duas faixas daquele disco com a mesma gravação. Quem sabe umas mil pessoas não vão querer comprar aquele disco por conta disso?”
O CD é completado com uma faixa que resume a intenção de Leoni com Áudio-Retrato: Exagerado, que poucas pessoas sabem ser uma parceria dele com o eterno Exagerado, com quem a música se tornou conhecida.
“Cantava Exagerado nos shows e as pessoas diziam: ‘Legal você tocar uma música do Cazuza’. Eu dizia: ‘É do Cazuza mas é minha também’. Eu sentia que as pessoas tinham uma recordação, lembravam que eu toquei no Kid Abelha, mas não sabiam quem eu era. Até pra uma carreira independente é importante que as pessoas saibam quem eu sou”, diz o cantor, que terá mais uma chance para mostrar quem é: ele pretende gravar um DVD com todas as músicas de Áudio-Retrato registradas ao vivo, em um show, e mais alguns sucessos que ficaram de fora. Entre eles, um já é certo: Silêncio, música dos Heróis da Resistência muito pedida nos shows. Mas podem entrar também Nada Tanto Assim, Alice, Hoje Eu Não Vou, Pintura Íntima, Os Outros... E outras!


Veja mais:


  Entrevista com Leoni: “Até pra uma carreira independente é importante que as pessoas saibam quem eu sou”
   Disco:  Áudio-Retrato
     Ficha técnica, faixas e compositores





Matérias relacionadas:

  Leoni grava CD/DVD ao vivo e recebe Troféu U.M.


Resenhas relacionadas:

  Ao Vivo
  Áudio-Retrato
 
Graça Music anuncia novidades à imprensa

Grupo Toque no Altar nos Estados Unidos

Metade do Pink Floyd em disco ao vivo de David Gilmour

Oasis mantém o (bom) padrão com Dig Out Your Soul
 
Confira outras matérias
desta seção
 

 

       

 
 
Copyright 2002-2008 | Universo Musical.
É proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização escrita ou citação da fonte.
 
Efrata Music Editora Marcos Goes Marcelo Nascimento Dupla Os Levitas Universo Produções